Diário Online
CORES, SONS E SENSAÇÕES

Basílica vira tela no encerramento do Círio

Pelo segundo ano, igreja vai receber projeções mapeadas na fachada, encerrando a quadra nazarena no próximo domingo (24)

terça-feira, 19/10/2021, 20:12 - Atualizado em 19/10/2021, 20:11 - Autor: Wal Sarges/Diário do Pará

Google News

Projeções serão realizadas na Basílica no dia que seria a queima de fogos
Projeções serão realizadas na Basílica no dia que seria a queima de fogos | Divulgação

Uma das maiores expressões de fé do mundo, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, ganha uma projeção na Basílica Santuário de Nazaré, no próximo domingo, 24, no encerramento das festividades nazarenas deste ano. O videomapping será feito pelo artista visual Fabricio Costa, conhecido como VJ Lobo. Como preparativo ao evento, nesta semana o artista ministra a segunda oficina que ensina as técnicas de videomapping pelo projeto “Cores, Sons e Sensações”, de hoje a sábado, 23, no Museu do Estado do Pará. 

É o segundo ano consecutivo que, sem Círio nas ruas, as projeções de videomapping na Basílica levam o colorido da procissão ao encerramento da quadra nazarena. “Fomos convidados a contar histórias do Círio de Nazaré. Mesmo não sendo católico, essa emoção que vejo no rosto das pessoas durante a projeção na Basílica, por exemplo, me afeta muito ao vivenciar o Círio. Isso me deixa feliz e emocionado”, afirma o VJ, que pretende conectar as pessoas com a narrativa de onde vivem. 

“Videomapping é ocupar espaço e contar histórias, e o projeto tem por objetivo projetar histórias da nossa cidade. No ano passado, por exemplo, a projeção narrou a história de como surgiu o Círio e de como ele foi construído pelas pessoas. Também ressaltamos o primeiro uso da corda, que depois acabou se tornando um dos maiores símbolos de fé do Círio”, conta ele, dizendo que neste ano, o tema será focado em pessoas, mas todo o conteúdo ainda é uma surpresa. 

PRÁTICA 

Na oficina, direcionada a alunos de artes visuais, cenografia, entre outros profissionais, alguns conceitos importantes são desenvolvidos no laboratório. “Traçamos um diálogo para a cenografia, dentro do palco cênico, na fotografia virtual, podendo mudar de ambiente. A gente pode viajar o mundo por meio das projeções, basta encontrar um projetor mais adequado para realizar isso. A gente fala da parte artística, mas fala ainda do mercado, podendo trabalhar o videomapping no teatro, em casamentos, festas. Então, trabalhamos os conceitos de arte, tecnologia e mercado”, detalha. 

Os ensinamentos já renderam frutos para o professor de informática educativa, Bruno Araújo, que já aplicou o que aprendeu em projeções feitas com os alunos na feira cultural da escola em que leciona. “A oficina foi uma grande experiência, pois abriu um leque muito grande para melhorar minhas aulas. Depois da feira cultural, agora é treinar para me aperfeiçoar ainda mais”.

PARTICIPE

Laboratório de Videomapping - Oficina II 

Quando: De hoje a sábado, 23, das 8h às 12h 

Onde: MHEP - Museu do Estado do Pará (Praça Dom Pedro II) 

 Videomapping na fachada da Basílica

 Quando: Domingo, 24, às 18h.

 Onde: Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré (Praça Santuário) e transmissão on-line pelo Facebook.com/ basilicadenazareoficial, Facebook.com/SintaCoresESons, Instagram.com/sintacoresesons e Twitter.com/SintaCoresESons

 

|
 


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS